Skip navigation

Bom dia, você
Sol da manhã
Levanta e desperta minha dor
De noite, o que eu vejo é tormento
De dia, eu sou fraco e sem cor
Pedindo pra anoitecer
Pedindo pra acabar
O vício que tenho no silêncio
Dizendo o que me dá vontade
E eu, aprendiz em contar o tempo
Me perco
Sol de um amarelo machucado
Te machuca minha dor?
Ou há mais corações pra se iluminar
Que não choram por essas bobagens?
Amor, verbo intransitivo.
Ladrão, invasor, insolente.
Amor, verbo intransigente.
Vem e passa e só deixa estragos
Como uma nuvem de gafanhotos
Mais uma colheita que não vou fazer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: