Skip navigation

Velas, fumaça e fogo.
Estou velando os corpos de quem não morreu.
Corja de mortos ambulantes.
Vergonha chamada amigo.
Abaixa a guarda e leva a facada.
Sempre assim.
Tudo que aprendeu ri de você do lixo.
Vêm e vão.
Inúteis.
Imprestáveis.
Se tudo fosse amanhã.
Ah, se tudo fosse amanhã.
Amanhã, quando vem o arrependimento.
E se o arrependimento viesse antes da dor.
Mas feliz é você não pensa nas consequências.
Feliz é quem não sente remorso.
Qualidade de vida é ser idiota.
“Você já cumpriu seu propósito.
Por favor, saia daqui.”
“E que belo pescoço você tem.”
E pensar que eu te avisei.
E saber que nem eu mesmo ouvi meu próprio conselho.
Os diamantes que eu te dei,
por favor, jogue fora.
Dor por dor, tenho companhias melhores.
Tristeza, angústia, revolta.
Mas o tempo não me será devolvido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: