Skip navigation

Monthly Archives: setembro 2011

Tenho saudades de dar boa noite.
Tenho saudades de sorrisos de canto de boca.
Tenho saudades de sonhos em dupla.
Tenho saudades de dedos entrelaçados.
Tenho saudades de beijos no topo da cabeça.
Tenho saudades de planejar casamentos imaginários.
Tenho saudades de caretas.
Tenho saudades de apelidos criativamente ridículos.
Tenho saudades de lágrimas de alegria.
Tenho saudades de chorar juntos.
Tenho saudades de declarações de amor inusitadas.
Tenho saudades de jogos de palavras engraçados.
Tenho saudades de olhinhos brilhando.
Tenho saudades de passar o dia suspirando.
Tenho saudades de fazer surpresas.
Tenho saudades de ver a cara de admiração dos outros.
Tenho saudades de ser chato de orgulho.
Tenho saudades de ser cuidado.
Tenho saudades de provocar risadas de nervoso.
Tenho saudades de elogiar.
Tenho saudades de sorrisos de orgulho.
Tenho saudades de dias com a família.
Tenho saudades de viajar juntos.
Tenho saudades de prestar atenção no que o outro quer de presente.
Tenho saudades de noites terminadas em risada.
Tenho saudades de um ser dois.
Mas não tenho saudades de uma pessoa.
Tenho saudades de ter saudades de uma pessoa.

Anúncios

Hoje eu vi meu futuro e meu passado.
Eu vi a cidade onde eu nasci.
Eu vi meus filhos brincando no quintal.
Me vi velho jogando damas no parque.
Hoje senti meu coração renascer.
Uma mesma rua.
Em uma calçada, caminhava minha mente
na outra, meu coração.
Andavam juntos, paralelos.
Se olhavam
e sorriam.
Ele, despreocupado.
Ela, sempre em meio a indagações.
Hoje eu senti e pensei.
Hoje eu aprendi sobre a vida.
Hoje o mundo me falou de mim.
Hoje eu descobri que preciso descobrir o que eu penso e o que sinto.
Hoje eu sonhei acordado.
Hoje eu vi a vida recomeçar.
Hoje eu descobri que quero começar a viver.